Causas

Coronavírus: pandemia e isolamento afetam qualidade do sono

O período de confinamento tem afetado diretamente o sono das pessoas. Geralmente associado a outros problemas, a insônia tem crescido durante a pandemia da Covid-19. Uma das causas é a...

Insônia

O período de confinamento tem afetado diretamente o sono das pessoas. Geralmente associado a outros problemas, a insônia tem crescido durante a pandemia da Covid-19. Uma das causas é a falta de rotina e a ansiedade diante das incertezas que o mundo vive. 

“O isolamento e o teletrabalho impõem novos desafios às pessoas, já que podemos, em alguns casos, acordar e dormir um pouco mais tarde. Esses comportamentos interferem na maneira como nosso cérebro aprende a rotina de sono e afeta sua qualidade. Quem nunca observou as perdas de uma noite de sono mal dormida?”, alerta o médico psiquiatra Luan Marques.

O aumento da ansiedade pode levar a noites mal dormidas, podendo causar redução da imunidade, alterações no humor, elevação do estresse, dores de cabeça e até maior vulnerabilidade a problemas cardiovasculares.  “O sono é fundamental para a saúde física e o funcionamento eficaz do sistema imunológico. É também um dos principais promotores de bem-estar emocional e saúde mental, ajudando a combater o estresse, a depressão e a ansiedade”, conclui Marques. 

Um estudo realizado pela Universidade do Estado do Rio (Uerj) publicado pela revista científica The Lancet, revela que casos de ansiedade e estresse mais do que dobraram durante a pandemia, enquanto os de depressão tiveram aumento de 90% .  

Confira algumas dicas para dormir bem durante a quarentena:

– Crie e siga rotinas

A quebra da rotina é apontada como uma das principais responsáveis pela desorganização do sono. É importante criar hábitos e horários antes de dormir. 

– Procure dormir e acordar no mesmo horário

Cada pessoa possui uma necessidade individual de sono, mas recomenda-se entre 7 e 9 horas de sono de maneira geral. 

– Evite o consumo de bebidas estimulantes durante a noite

Cafeína, taurina e outras bebidas podem atrapalhar uma noite de sono saudável. Caso tenha vontade de consumir essas substâncias, deixe para fazer isso durante o dia. 

– Não coma logo antes de deitar 

Tente fazer as refeições pelo menos 3 horas antes de deitar-se. 

– Cuide da sua saúde mental

Insônia, na maioria das vezes, pode ser sintoma de outros problemas como depressão e ansiedade, por exemplo. É importante verificar a origem da falta de sono. 

– Evite aparelhos eletrônicos antes de dormir 

As luzes de celulares e computadores interferem na produção da melatonina, um importante hormônio que sinaliza para nosso cérebro que chegou a hora de dormir.

– Faça exercícios durante o dia

A prática de exercícios físicos ajuda numa melhor noite de sono. Caminhar, fazer yoga, meditação e práticas que levem a um relaxamento contribui para que o indivíduo tenha um sono mais profundo.

– Não fume e nem beba álcool no meio da noite

O consumo excessivo de álcool prejudica consideravelmente na hora de dormir. O cigarro também possui vários malefícios, entre eles, interferência na qualidade do sono. 

– Mantenha horários constantes mesmo aos finais de semana 

O corpo necessita manter uma rotina até mesmo em dias de lazer.

Mais Notícias
CausasShopping

ParkShopping anuncia última edição de 2023 da feira de adoção de pets

CausasGratuito

Colégio Objetivo DF oferece bolsas de estudo para 2024 com inscrições gratuitas

Causas

CEUB oferece acompanhamento psicológico de baixo custo à comunidade

CausasGastronomia

Starbucks resgata o Pride Frappuccino em apoio ao mês do orgulho LGBTQIAP+