Teatro

“Cabeça (um documentário cênico” – Peça do Rio de Janeiro chega ao CCBB DF

A peça dialoga com os 30 anos do álbum icônico “Cabeça Dinossauro”, da banda de rock Titãs, e cria uma ponte entre 1986, ano de lançamento do disco, e os dias atuais por meio dos temas das canções em diálogo com histórias pessoais dos atores.

A peça dialoga com os 30 anos do álbum icônico “Cabeça Dinossauro”, da banda de rock Titãs, e cria uma ponte entre 1986, ano de lançamento do disco, e os dias atuais por meio dos temas das canções em diálogo com histórias pessoais dos atores.

Em “CABEÇA (um documentário cênico)”, peça de teatro que dialoga com os 30 anos do álbum Cabeça Dinossauro, da banda paulistana Titãs, Felipe Vidal e o coletivo teatral Complexo Duplo mergulham nas memórias e no legado dos anos 1980 e do rock nacional. O espetáculo já realizou seis temporadas no Rio de Janeiro, cidade sede do Complexo Duplo, além de circulação pelo interior do estado. Também passou por Brasília, Belo Horizonte, Recife, Fortaleza, Salvador e Porto Alegre entre outras.

A dramaturgia e a direção são de Felipe Vidal, e no elenco – formado somente por homens, oito, como na formação original dos Titãs – estão Felipe Antello, Felipe Vidal, Guilherme Miranda, Gui Stutz, Leonardo Corajo, Lucas Gouvêa, Luciano Moreira e Sergio Medeiros. “CABEÇA (um documentário cênico)” foi concebido a partir das canções do álbum Cabeça Dinossauro e seu forte posicionamento político frente a questões como o Estado (Polícia, Estado Violência), a religião (Igreja), o capital (Dívidas e Homem Primata) ou a suposta família tradicional (Família). O espetáculo estabelece diálogo com o Teatro Documentário contemporâneo e navega por duas épocas: 1986 e os dias atuais.

Os temas são abordados pela perspectiva do Brasil de 1986, recém-saído da ditadura, e dos turbulentos tempos políticos atuais, revelando uma forte pertinência e atualidade. Além dos fatos históricos, a dramaturgia de Felipe Vidal absorveu ainda as memórias e experiências dos então adolescentes integrantes do elenco (hoje com média de idade de 40 anos), se descobrindo e descobrindo o mundo através da lente do rock nacional – que vivia um de seus mais potentes períodos de criatividade – e seus desdobramentos nos dias de hoje, 32 anos depois. As canções de Cabeça Dinossauro, todas executadas ao vivo na mesma sequência do álbum, são a espinha dorsal do espetáculo que, assim como o vinil, se divide em LADO A e LADO B – primeiro e segundo atos da peça.

Na 29ª edição Prêmio Shell RJ, o espetáculo foi vencedor na categoria melhor música e recebeu a indicação de melhor autor. Foi vencedor do 6º Prêmio Questão de Crítica e indicado ao Prêmios APTR RJ, nas categorias melhor autor e melhor música, e Cesgranrio, nas categorias melhor texto e melhor direção musical.

Sinopse:

Sete atores e uma atriz em cena, numa formação que alude a uma banda de rock, executam todas as canções do álbum Cabeça Dinossauro, dos Titãs, permeadas por cenas e projeções que desenham um painel dos acontecimentos emblemáticos nacionais e mundiais dos anos 1980 e dialogam com imagens e referências do Brasil e do mundo nos tempos atuais.

Gênero: Teatro Documentário

Duração: 1h50 (com intervalo de 10 minutos)

Classificação indicativa: 16 anos.

SERVIÇO
Data: 02 e 03/06/2022
Local: Centro Cultural Banco Do Brasil – CCBB-Brasília
Endereço: SCES Trecho 02 Lote 22 Ed. Tancredo Neves. Setor De Clubes Sul. Brasília – DF
Horário: 19h30
Abertura dos portões: 15 min. antes
Classificação etária: 16 anos. Menores de 16 anos acessam acompanhados de responsável legal.

Pré-venda Clientes BB: 19 e 20 de maio; Público geral: 21/05 em diante

Mais Notícias
Teatro

Comédia dramática "O Pássaro da Noite" chega ao Espaço Renato Russo

Teatro

Com Nizo Neto, comédia dramática "Nunca Desista de Seus Sonhos" chega a Brasília

ShoppingTeatro

Boulevard Shopping anuncia teatro infantil gratuito com Alice no País das Maravilhas e mais

Teatro

Espetáculo infantojuvenil "Azul" chega ao CCBB Brasília em setembro