Variedades

Profissionais do turismo vão às ruas por ajuda em momento de crise

Momento foi marcado ainda pelo encontro entre o presidente da ABRARE e a secretária de turismo do DF Empresários e trabalhadores da área de transportes receptivos e turísticos, além de...

Momento foi marcado ainda pelo encontro entre o presidente da ABRARE e a secretária de turismo do DF

Empresários e trabalhadores da área de transportes receptivos e turísticos, além de integrantes associados ao setor, foram às ruas nesta quinta-feira(28), contra a desassistência do governo com a categoria em meio à crise da pandemia do coronavírus.

Ônibus e vans de profissionais do turismo ocuparam duas faixas da Via S1, na Esplanada dos Ministérios, em uma fila de aproximadamente 1,5 quilômetro. O ato foi organizado pela Associação Brasiliense de Turismo Receptivo (Abare) e contou com o apoio da Polícia Militar do Distrito Federal.

O grupo manifestava por ajuda das autoridades governamentais em um momento onde a crise da covid-19 reflete em todas as instâncias sociais, sobretudo no turismo. Entre as reincidísseis solicitas no ato, há a diminuição de impostos como IPTU de garagens e imóveis das empresas, isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e flexibilização de crédito.

A associação também propôs outras soluções para sustentar o setor, como o pagamento de auxílio emergencial de R$ 3.000,00 por veículo e a incorporação da frota em contratos públicos do Distrito Federal. “São mais de 60 dias sem faturamento. Somos um setor que emprega quase 6 mil pessoas. Não estamos pedindo luxo, queremos o pão e o leite para nossas famílias”, destacou o presidente da associação Reinaldo Ferreira.

Entrega de ofício

A Abare também preparou dois ofícios diferente com todas as reivindicações para entregar ao GDF e ao governo federal. Representando o Executivo local, a secretária de turismo, Vanessa Mendonça esteve no movimento e recebeu das mãos de Reinaldo um dos ofícios e se mostrou receptiva com o movimento.

“A ABARE compõe o nosso Conselho de Turismo (Condetur) e desde o início estamos atuando em conjunto. Lançamos com ela e outras entidades o movimento “Juntos por Brasília, Juntos pelo Turismo” justamente para dar suporte a todo o setor. Quando a crise começou, conversamos com o presidente da ABARE, Reinaldo Ferreira, sobre o que era mais urgente e de imediato o Banco de Brasília (BRB) lançou a linha de crédito. Também foram identificadas ações para o momento da retomada, que sabemos será pelo turismo interno”, afirmou Mendonça.

Mais Notícias
Variedades

Tailândia Podcast é um novo espaço para que artistas independentes do DF tenham local para gravações

Variedades

Final de semana com diversas atrações em Ceilândia

Variedades

Confira do Documentário da Expedição Brinquedo de Ler

Variedades

Em Maio, Ceilândia recebe o 3º Festival Operárias das Artes