Gastronomia

Mezanino Gastrobar comemora 1 ano de inauguração no rooftop da Torre de TV de Brasília

Comemorar 1 ano da maior ocupação de um espaço público, com inúmeras obras de benfeitorias realizadas, mais de 120 empregos diretos e 350 empregos indiretos gerados, são motivos de sobra para celebrar. Os números apontam o sucesso do Mezanino Gastrobar, que muito mais do que um projeto de ressignificação do patrimônio cultural e turístico da cidade, é um presente para Brasília, capital de todos os brasileiros. A ocupação do monumento público acompanha tendências mundiais como o parque suspenso High Line, em Nova York, e o LX Factory, que ocupa uma área industrial abandonada em Lisboa com cultura e gastronomia.

O mês de novembro, mais precisamente o dia 20, marcou 1 ano da abertura da casa, localizada no prestigiado rooftop da Torre de TV de Brasília (DF), no coração da cidade. A gastronomia sofisticada, a galeria de arte, os drinques autorais, shows culturais e a vista em 360º da capital somam entre os atrativos que levam mais de 5 mil visitantes ao espaço semanalmente, totalizando mais de 60 mil no primeiro ano de funcionamento. Os números reúnem tanto a operação própria como os eventos realizados na casa, com uma média de cinco ao mês. Um dos atrativos é a gastronomia conceitual, assinada pelos chefs Marcos Nery e Matheus Brito, do Rio Grande do Norte, com influências da culinária contemporânea, brasileira, francesa e peruana.

O projeto é uma iniciativa dos produtores culturais Rafael Godoy, João Felipe Maione, Bruno Barbosa, Bruno Barra, Lucas Batista e Ivan Hauer, além do DJ Bhaskar, que fez sua primeira investida no ramo da gastronomia com o Mezanino. O espaço tem patrocínio do BRB – Banco de Brasília, Financeira BRB, BRB Seguros, Exame Medicina Diagnóstica, Beefeater, Absolut, Chivas Del Maipo e Café 3corações, e faz parte do projeto Torre 360 do BRB, responsável pela gestão da Torre de TV, um dos monumentos  mais importantes da cidade. Como resultado das ações realizadas tanto no Mezanino como no térreo da Torre, além de ver cerca de 4200 pessoas com emprego e geração de renda, o fluxo de visitantes do monumento em um ano teve um aumento de 50%. 

Gastronomia com toques locais e internacionais

Por trás do processo criativo do cardápio do Mezanino, Marcos Nery e Matheus Brito buscaram homenagear aqueles que participaram da construção de Brasília. Por isso, muitos pratos carregam referências das regiões norte e nordeste do país, mas o conceito vai ainda mais além: por se tratar de uma ocupação em monumento histórico e tombado no Distrito Federal, algumas regras de segurança precisam ser seguidas no espaço. Logo, os sócios e os chefs adaptaram um espaço para uma operação que funcionasse sendo totalmente elétrica, resultado que transparece nos pratos.

As opções vão dos risotos ao ceviche, passando por destaques entre os pratos principais como Carré de Cordeiro (R$ 149), que acompanha aligot de mandioquinha, farofa de panko e ervas, salsa de cogumelos com tartufo nero e redução de balsâmico, e o Filé ao Molho Roti (R$ 99), um medalhão de filé ao molho, com purê de mandioquinha, farofa de amêndoas e gelatina de conhaque. Das entradas ao principal, passando pelo almoço executivo e o menu brunch, servido aos domingos e feriados das 9h às 14h, há opções que atendem aos vegetarianos e veganos.

Na frente gastronômica, além do brunch, o Mezanino também se destaca por ações como o happy hour que vai das terças aos domingos, das 17h às 20h, com descontos nos drinques e cervejas da casa, bem como a “Terça dos Vinhos”, uma opção para apreciar os rótulos da semana selecionados pelo sommelier da casa por um preço fixo, a partir das 19h30. Uma das ações de maior sucesso realizadas pelo gastrobar foi o Jantar nas Alturas de Dia dos Namorados, a primeira vez na história em que o mirante da Torre de TV, a 75 metros do chão, recebeu um jantar.

Cultura & arte

Tendo a proposta cultural como um dos principais escopos do projeto, o Mezanino reservou uma das extremidades do espaço para ser a galeria de arte. Entre as exposições que passaram pelo espaço estão as realizadas pela Nós Galeria, de São Paulo, como “A Mão Reflexiva – gesto e pensamento nas práticas contemporâneas”, com obras de 11 artistas brasileiros, “Quem acredita em desenhos fixos?”, do paulista Rafael Sanches, e “Arranjos de memória e esquecimento”, com trabalhos de quatro artistas brasilienses, em homenagem aos 62 anos de Brasília.

Vale destacar também a exibição “Arte, Café & Paixão”, do renomado fotógrafo de gastronomia Sergio Coimbra, com imagens que retratam diferentes nuances do preparo do café, expostas em maio. Mais recentemente, o Mezanino abriu as portas para a mostra “SurFace”, com 28 fotos do carioca Gabriel Wickbold que transformam a pele do ser humano em uma plataforma de criação artística, com diferentes intervenções analógicas e digitais.

A arte não fica restrita à galeria: a decoração do espaço destaca-se pelos ambientes “instagramáveis” e a cenografia com flores secas do Cerrado, um símbolo do artesanato no Planalto Central. Quem ocupa as mesas do gastrobar pode apreciar o famoso painel de azulejos de Athos Bulcão de um lado e, no outro, prestigiar a vista da Fonte Luminosa e da Esplanada do Ministérios, que fica ainda mais especial entre o fim da tarde e à noite.

Point da noite brasiliense

Um dos desafios dos sócios nessa jornada de um ano foi dar continuidade à agenda noturna da casa, que já começou movimentada, com shows do próprio Bhaskar e Sharam Jey, Cat Dealers, Kvsh, Gabe, Barja, Bruno Be entre outros que compõem a lista com mais de 60 atrações que já passaram pela casa, incluindo artistas internacionais, como o DJ sérvio Space Motion.

No último semestre, a casa recebeu shows de nomes importantes da cena eletrônica nacional e local, a exemplo de artistas como Liu, Rooftime e, na temporada de festas iniciada em outubro, Maz, Antdot, Meca, Viot, Victor Lou e Daft Hill. Para 23 de dezembro, é a vez de receber o duo de eletrônico Dubdogz. Já no Réveillon do Mezanino, em 31 de dezembro, a casa receberá artistas da cena musical de Brasília, tocando os maiores sucessos dos anos 90.

Melhorias no espaço

Uma das finalidades da taxa de manutenção cobrada na entrada do Mezanino, de R$ 15, além dos reparos e cuidados com a estrutura do salão da Torre, é a aplicação nas exposições artísticas que são levadas para a galeria. Melhorias feitas no espaço, como a instalação do sistema de ar condicionado, reforma do sistema elétrico e hidráulico, sistema anti-incêndio, reforma dos banheiros, pintura geral, que serão mantidas como legado para ocupação pública.

Serviço:

Mezanino Gastrobar

Local: rooftop da Torre de TV, Eixo Monumental, Brasília

Funcionamento da casa: terça-feira a domingo

Entrada: R$ 15 (taxa de manutenção), com isenção por tempo indeterminado durante o fim do ano em 2022

Mais informações e horários: consultar o Instagram (@meza.nino) ou (61) 99167-7812

Observação: na operação de restaurante, o Mezanino atende com ou sem reservas. Para consultar a disponibilidade de mesas, basta ligar ou enviar uma mensagem no WhatsApp do número indicado acima. Reservas de até 8 pessoas por mesa, com tolerância de espera de no máximo 10 minutos. Nos dias de shows, consultar o horário da operação da cozinha.

Related posts
Gastronomia

Olinda Comida Nordestina lança ceia para festas de fim de ano

GastronomiaShopping

Que Pasta!? Cantina: Venâncio Shopping ganha restaurante italiano

Gastronomia

Primeiro Bar serve café da manhã para receber torcedores que vão assistir ao jogo Brasil x Croácia

Gastronomia

Em Brasília, Aroma transmite jogo do Brasil contra Croácia com buffet de finger food