Especial

Dia do livro: leitura em família auxilia no desenvolvimento das crianças

No dia 23 de abril é celebrado o Dia do Livro. A data foi escolhida pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), em...

No dia 23 de abril é celebrado o Dia do Livro. A data foi escolhida pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), em 1995, para incentivar a leitura. Existem diversas histórias que podem ter colaborado para a escolha do dia, como a data da morte de alguns grandes escritores da história, como Miguel de Cervantes e William Shakespeare; ou uma tradição catalã, em que no dia de São Jorge, celebrado também em 23 de abril, é costume dar uma rosa para quem comprar um livro. Independente do motivo, o dia se tornou uma data para homenagear escritores e suas obras e conscientizar a todos a cerca da importância da leitura, principalmente se o hábito começar na infância.

São nos momentos em família que a criança constrói seus hábitos e vivencia novas experiências. O contato com os livros ajuda a formular e organizar uma linha de pensamento, além de estimular a criatividade e o letramento. “A criança é como uma esponja e aprende através das ações e atitudes dos adultos, então se ela desde o início recebe o estímulo da leitura dentro do ambiente familiar, a atividade irá se tornar um momento prazeroso”, comenta a Rosa Cavalcante, coordenadora da Educação Infantil da unidade da 606 Norte do Sigma. 

Segundo Rosa, os pais podem incentivar o hábito da leitura de diversas formas, com gibis, livros, revistas, jornais e até com o contar de histórias infantis, de sua infância ou de acontecimentos. “A comunicação entre a família é um dos maiores vínculos que eles podem construir entre si”, aponta. 

Na hora de escolher a melhor história para ler com os filhos os pais devem se atentar para a faixa etária da criança. As mais novas, de até dois anos, preferem histórias rápidas e interativas, com fantoches e outros recursos para despertar a curiosidade; já as mais velhas gostam de livros com muitas imagens e os enredos e temas já chamam mais atenção. Clássicos da literatura infantil, como Monteiro Lobato e Ziraldo, são ideais para estimular o interesse dos pequenos. “Porém adaptações podem ser feitas pelos pais para que todas as crianças possam aproveitar e se divertir com a história juntos”, finaliza. 

Mais Notícias
Especial

Brasília recebe treinamento imersivo de vendas com André Nunes

Especial

Ex-Casseta Maria Paula estreia programa sobre empreendedorismo

EspecialGratuito

Colégio Objetivo promove feira com o "Mundo em Transformação"

Especial

Complexo Cultural do Choro oferece programação diversa para toda família