Cenário da gastronomia no DF pós reabertura ainda não é o ideal

Mais notícias:

Primavera: restaurantes celebram o início da estação com novidades

A primavera chegou e além da cidade mais florida, as temperaturas também subiram. Então, pensando em proporcionar um momento refrescantes aos brasilienses,...

The Queen’s Place Greenhouse: recém inaugurada casa inglesa no Lago Sul tem novidades

Pouco mais de dois anos depois da inauguração da The Queen's Place na 116 sul, agora é a vez da The Queen's Place Greenhouse, localizada na Qi 21 do Lago...

Ney Matogrosso é tema de novo documentário, que estreia no Curta!

Reconhecido tanto por sua voz singular quanto por suas performances surpreendentes, o cantor Ney Matogrosso é tema de documentário inédito, que estreia no canal Curta!....

Mistura de ritmos na programação musical ao vivo do Bar Primo Pobre esta semana

Vai ter jazz, MPB, samba, pagode, rap, hip hop e muito mais na programação musical do bar Primo Pobre neste primeiro final semana depois do decreto que liberou a...
Juliana Dracz
Jornalista, fundadora e editora-chefe do A Brasília. Ama cachorros.

O cenário da gastronomia no Distrito Federal após a reabertura, ocorrida no dia 15 de julho, ainda não é o ideal de acordo com empresários do setor. Além da capacidade reduzida a 50%, as casas ainda precisam lutar com o aumento dos insumos básicos, como arroz, trigo, café, açúcar, leite, óleo etc, e competir com o comércio informal, que tem crescido cada vez mais desde a pandemia. O setor está operando com cerca de 40% da receita se comparado com o mesmo período do ano passado. A preocupação da Abrasel-DF, portanto, é de seguir lutando por bandeiras que possam ajudar o setor a crescer. Uma delas, segundo o Presidente da associação Beto Pinheiro, é a utilização das áreas públicas para compensar a perda de metade da clientela. “Desde antes da reabertura, temos tentado, junto ao GDF, conseguir liberar alguns espaços de área aberta.

Além disso, a Abrasel-DF apoia a liberação das músicas ambientes nos estabelecimentos. A ideia é ajudar não só o movimento das casas como também os próprios músicos, que também têm passado por uma situação difícil. O Sindhobar-DF já enviou um ofício ao GDF pedindo a liberação do serviço nos bares e restaurantes. “O cenário de hoje é bem melhor do que o de antes, claro. Além do delivery, que continua com um bom movimento, temos os salões abertos. Acreditamos que o movimento vai voltar gradativamente, mês a mês”, conclui.

Curta-nos:

Cinema:

Ney Matogrosso é tema de novo documentário, que estreia no Curta!

Reconhecido tanto por sua voz singular quanto por suas performances surpreendentes, o cantor Ney Matogrosso é tema de documentário inédito, que estreia no canal Curta!....

Documentário sobre autismo estreia na TV Brasil neste domingo (20/9)

A TV Brasil apresenta o filme inédito "Em um mundo interior" (2018), documentário inédito que a emissora pública estreia na faixa Cine Nacional deste domingo (20), às...

Festival Curta lança campanha de financiamento coletivo

O Festival Curta Brasília lançou nesta terça-feira (15), sua campanha de financiamento coletivo para ampliar a programação da nona edição do projeto...