Especial

Próxima edição do Casamento Comunitário corre em abril

Foto para Casamento Comunitário

A semana começou com frio na barriga e muita ansiedade para as noivas do Casamento Comunitário. Elas estiveram, nesta segunda-feira (28), no Museu da República para fazer a escolha dos vestidos, um dos momentos mais aguardados pelas mulheres que sonham com a cerimônia do casamento.

Eu nem consegui dormir esta noite de tão ansiosa. Fiquei preocupada de não encontrar um vestido na minha numeração, mas quando cheguei aqui fiquei aliviada. Os vestidos estão maravilhosos, cada um mais lindo que o outro. Eu já escolhi o meu”, relata a noiva Joselda de Souza, que está contando os dias para a cerimônia, marcada para o próximo dia 10 de abril. “Meninas, se tiver mais uma edição: casem! Tem muita opção de vestido e a equipe é maravilhosa”, avisou Joselda.

Atualmente, o acervo da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) conta com mais de 100 vestidos de noiva, que foram doados por voluntários e empresas parceiras. “Desde já agradeço os voluntários que nos ajudaram a dobrar o nosso acervo. Conseguimos passar de 50 para mais de 100 vestidos nesse último ano e, assim, garantir que todas as noivas tenham um dia de princesa”, destacou a secretária Marcela Passamani.

Antes do casamento, o próximo encontro com os casais será no ensaio geral, prevista para 7 de abril, quando serão repassadas as principais informações do grande dia. A atividade também ocorrerá no Museu da República.

Casamento

Na atual gestão do GDF, foram realizados os casamentos de 198 casais nas cinco edições do programa: 41 em 2020, 125 em 2021 e 32 em fevereiro de 2022. A previsão é que mais 30 casais selem a união nesta próxima edição.

Em abril, o evento completará um ano com status de programa de governo. A medida foi dada por meio do Decreto nº 41.971/2021, publicado em abril de 2021 com o foco na defesa do direito à convivência familiar, direitos civis da família, como núcleo social básico de acolhida, convívio, autonomia, sustentabilidade e protagonismo social.

A ação garante a cidadãos com recursos limitados a possibilidade de casar sem os custos com vestidos, ternos, maquiagem, cabelo, fotógrafos, decoração, música e outros itens que fazem parte de um casamento. As cerimônias são realizadas pela Sejus, com o apoio de instituições parceiras e voluntários.

Related posts
EspecialTeatro

Daniel Calvet chega ao DF com Performance e Dança

Especial

Feira Livre do Riacho Fundo II recebe show de forró

Especial

Especialistas da Lei Geral de Proteção de Dados participam da Campus Party Brasília

EspecialTeatro

Cutucart estreia seu novo espetáculo em abril: Vladimir