Teatro

Projeto Luz, Câmera, Ação ocupa escolas públicas do DF

Luz, câmera e ação! Com um celular na mão e uma boa ideia na cabeça é possível atualmente produzir filmes de qualidade. E a oportunidade de entrar no set e rodar uma produção vai se estender agora para as escolas públicas e para os estudantes das regiões administrativas do Guará e de Taguatinga. Pelas escolas serão realizadas quatro oficinas voltadas para a área audiovisual com os diretores Tiago Esmeraldo, Fáuston da Silva, Tiago Belotti e Rodrigo Huagha.

Projeto criado pela consultora em cultura Valéria Marcondes, o Luz, Câmera, Ação irá promover uma ação social e cultural no CEM EIT (QNB 01 Ae 1) de Taguatinga Norte; no CEE 1 de Taguatinga Norte (AE 12); no CEM 1 GG do Guará I (QE 7 Ae M), e na Escola Técnica do Guará II (CEPAG – EQ 17/19 Lote A).

Todos os estudantes matriculados no Ensino Nédio público das duas regiões poderão participar de graça dos cursos. As inscrições também são gratuitas e podem ser feitas até o dia 24 de abril pelo e-mail: [email protected].

No total, serão 12 encontros e 48 horas/aula. Nas oficinas, os alunos serão convidados e estimulados a produzir curtas-metragens com o uso de smartphones e participarão ainda de um concurso cultural. A escola que tiver o filme vencedor será premiada com uma câmera filmadora semiprofissional e com um desktop.
“O intuito é que as escolas abram oportunidades para os adolescentes que estão prestes a entrar na área profissional. E a área de audiovisual está em ascensão. Queremos que os alunos produzam e entendam todo o processo do cinemam, desde a roteirização, o figurino, a filmagem, a edição, a produção. O projeto irá também para uma escola que atende alunos especiais em Taguatinga (CEE 1)”, pontua a idealizadora Valéria Marcondes.

As aulas serão ministradas entre 29 de abril e 7 de junho. No dia 26 de junho, haverá um evento de exibição dos filmes e entrega dos prêmios na Escola Técnica do Guará II.

“Queremos que a arte chegue nesses alunos. Criei o projeto Vamos ao Cinema, em 2009, e conseguimos levar mais de 6 mil estudantes para o cinema de graça em três anos.  Percebi que faltava levar oficinas para as escolas públicas para estes estudantes também produzirem”, conta Marcondes, empolgada.
O projeto Luz, Câmera, Ação tem o patrocínio da Secretaria de Cultura do Distrito Federal por meio do FAC- Fundo de Apoio à Cultura.

Related posts
Teatro

Espetáculo "Sangue no Olho" ganha temporada presencial em Brasília

Teatro

Brasília recebe Authentic Flamenco, espetáculo de dança com renomados artistas da Espanha

Teatro

G7 anuncia duas sessões do espetáculo "As Aventuras de Nina e a Cidade Avião" em dezembro

Teatro

Espetáculo sobre Vinicius de Moraes entra em cartaz em Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *