Gratuito

Projeto do Grupo Sutil Ato em circulação por Espaços Culturais do DF

Idealizado pelo coletivo teatral Grupo Sutil Ato, sob direção de Jonathan Andrade em parceria com a produtora Rosa dos Ventos, o Expansão Comunidade Teatral abre o calendário de 2019 do Grupo com momentos de troca com artistas, estudantes de artes cênicas e público interessado em dois Espaços Culturais alternativos e de resistência no DF: Galpão Instrumento de Ver, na Vila-Planalto; e Espaço Semente, no Gama. As atividades são gratuitas e visam atender moradores locais.

Os Atos III e IV do espetáculo AUTÓPSIA – A Continuação investigam as precariedades de moradores de rua, dos recicladores de aterros sanitários e do sistema prisional, e balizam o olhar sobre as desigualdades sociais. Iniciado em dezembro de 2018, a oficina do projeto – “Biópsia da Cena”, desconstruiu o espetáculo “até que perdesse as camadas da linguagem cênica, restando o cotidiano cru [de cada cena] o que abriu espaço à discussão acerca da nossa cidadania e humanidade”, conta o diretor e dramaturgo do Sutil Ato, Jonathan Andrade.

No calendário de 2019, o Expansão ganha potência nas palestras de mulheres diretamente envolvidas com as problemáticas debatidas nas encenações. Raquel Lopes, recicladora com experiência de 10 anos no aterro da Estrutural e integrante do grupo de mulheres que assina o premiado figurino do Ato IV (pelo Prêmio SESC Candango de 2018), e Iara dos Anjos Santana, ex-moradora de rua que hoje exerce função de coordenadora no Instituto Ipês.

Nos encontros “Autópsia de Outros Olhares”, profissionais das áreas da cidadania como psicologia, com Cristina Carvalhedo, sociologia, Duda Herst, e antropologia, Rodolfo Godoi, conduzem, ao lado da equipe de criação do Sutil Ato, bate-papos abertos ao público, quando serão debatidas as temáticas da obra teatral. E abrindo as atividades, sessões gratuitas dos Atos, tema do projeto. Esta é a primeira edição do Expansão Comunidade Teatral DF e a ideia “é expandir o projeto levando espetáculos do nosso repertório a outros espaços culturais e alternativos do DF”, conta o diretor, que revela “morro de vontade de chegar até às comunidades rurais, tão esquecidas enquanto arte”.

Grupo Sutil Ato, coletivo que há 12 anos ganha destaque no cenário cultural do DF, assina a autoria de AUTÓPSIA – espetáculo premiado com passagens pelos CCBB’s de Brasília e Belo Horizonte, Festival Internacional Cena Contemporânea, Teatros SESC e Prêmio SESC do Teatro Candango. A montagem é fruto de sete anos de pesquisa.

As atividades

Oficina “A Biópsia da Cena”, uma experimentação vivencial e coletiva de desmontagem do espetáculo, na qual serão desnudadas as camadas do processo de criação das cenas e percursos usados na composição dramatúrgica, de atuação, direção e encenação. Voltada principalmente a estudantes de artes cênicas e grupos de teatro. A oficina prevê estrutura de aula-espetáculo com exposição de cenas, debates e exercícios práticos. (Duração 3hs)

Encontro “Autópsia de Outros Olhares”, debate com as presenças de psicólogo, sociólogo e antropólogo juntamente com a equipe criadora do Sutil Ato com foco na reflexão acerca da realidade brasileira tendo como base questões abordadas no espetáculo Autópsia. O encontro contará com a presença da ex-moradora de rua Iara dos Anjos Santana, hoje educadora social e técnica em reabilitação de dependentes químicos, e que exerce a função de coordenadora de equipe especializada em abordagem social no Instituto Ipês. Iara integra a equipe de criação do Ato III como consultora de dramaturgia. (Duração 1h30).

Palestra “A Reciclagem do Olhar” conduzida pela recicladora Raquel Lopes, com 10 anos de experiência de trabalho aterro de lixo da Estrutural, o maior da América Latina. Raquel, integrante da equipe de criação do Ato IV como figurinista e consultora dramatúrgica, irá debater temas urgentes como a consciência cidadã nas políticas de sustentabilidade e a valorização do trabalho dos recicladores, bem como as estratégias da utilização de reutilização e reciclagem de resíduos na criação estética das artes. Os assuntos discutidos têm como fonte inicial a pesquisa cênica do IV Ato, iniciada em 2016, e serão em conjunto com a equipe criativa do Sutil Ato.

Aberto ao público em geral. (Duração 1h30).

Programação:

19/01/2019, às 19h: Apresentação Autópsia – Ato III, no Espaço Semente do Gama

19/01/2019, às 20h30: Encontro “Autópsia de Outros Olhares”, no Espaço Semente do Gama

20/01/2019, às 19h: Apresentação Autópsia – Ato IV, no Espaço Semente do Gama

20/01/2019, às 20h15: Palestra “A Reciclagem do Olhar”, no Espaço Semente do Gama

Apresentação Autópsia – Ato III, no Galpão do Instrumento de Ver da Vila Planalto

26/01/2019, às 20h30: Encontro “Autópsia de Outros Olhares”, no Galpão do Instrumento de Ver da Vila Planalto

27/01/2019, às 19h: Apresentação Autópsia – Ato IV, no Galpão do Instrumento de Ver da Vila Planalto

27/01/2019, às 20h15: Palestra “A Reciclagem do Olhar”, no Galpão do Instrumento de Ver da Vila Planalto

Classificação indicativa (das atividades e das sessões): Não recomendado para menores de 18 anos.

Todas as sessões contarão com a presença de intérprete em Libras.

As sessões e atividades do projeto têm entrada franca.

Related posts
CausasCinemaGratuito

Documentário sobre movimento LGBTQIA+ na ditadura estreia no Cine Brasília

GratuitoShopping

Pier 21 abre temporada de Natal no domingo (13). Confira a programação

Gratuito

Em Brasília, Sesc promove oficina literária entre 7 e 10 de novembro

Gratuito

Em novembro, CCBB Educativo promove visitas mediadas para bebês

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *