Música

Festival Bandas Boa movimenta o Conic

Considerado nos anos 70 como um dos redutos da elite brasiliense, o Setor de Diversões Sul, popularmente conhecido como CONIC, vivenciou nas décadas posteriores a sua inauguração um esvaziamento cultural e urbanístico, ao se levar em consideração o projeto previsto e desejado por Lúcio Costa para a região. Porém, quase 55 anos depois, o espaço recebe o Festival Bandas Boa, projeto que tem como objetivo movimentar a cena cultural da cidade com a apresentação de bandas e artistas autorais do DF. As apresentações acontecem entre novembro e dezembro, na Birosca do Conic, sempre às quintas-feiras a partir das 20 horas.

Todo o setor cultural, desde o início da pandemia, se viu prejudicado pela ausência de trabalho, mas o contato com o público, para os artistas locais, tornou-se um motivo ainda maior de chateação e tristeza. “A Birosca sempre viu o espaço do Conic como um grande palco para fomentar o mercado criativo e cultural da cidade. Com essa ideia, a partir do próximo mês a Birosca abrirá suas portas para receber diversas bandas da cidade. O mercado de música de Brasília, assim como vários setores, sofreu muito com a pandemia e, com o retorno de shows ao vivo, teremos uma grande oportunidade de matar essa saudade”, afirma Mayara Machado, produtora cultural e sócia da Birosca.

Seguindo todos os protocolos no combate à Covid-19, a ação contará no line-up com a presença de grandes artistas da cena distrital como Kelton, que lançará o vinil “Gaivota Naves”, em projeto solo. Também se apresentarão a Orquestra Quadrafônica e convidados, Guilherme Cobelo, Passo Largo, Ops e banda, Corujones, Ediá, Nat Mirrors, Diogo Leon, Tartamudo, ‘Akhi Huna, Asú e Maria e o Vento. Esta é a primeira vez em dois anos que a Birosca abrirá às quintas-feiras com bandas autorais da cidade. Confira abaixo a lista de confirmados do Festival Bandas Boa. 

Mais sobre os artistas:

O cantor e compositor brasiliense Ops apresenta um compilado de suas melhores composições, dos álbuns Não Ta Tudo Bem (2017) e Lindo Mundo Feio (2019) e o single Novo Normal (2020) em que discorre sobre temas político-sociais e usa a música popular como um alarme delicado que te convida a acordar, com sensibilidade, abordando temas como a desigualdade social, mas carregando o otimismo de quem conhece o poder do amor, da empatia e da compaixão como saída para as crises que afligem nossa sociedade.  O artista sobe ao palco com seu violão ao lado de Fernando Jatobá na guitarra, Lucas Tufas no baixo e Helio Miranda na bateria.

Guilherme Cobelo é um cantor e compositor brasiliense. Iniciou sua carreira solo em 2021 com o single “Cantiga de maldizer no 1”. Além de seu trabalho no cenário musical independente, tem diversos trabalhos com trilha sonora para teatro (“Uma criatura dócil”, “O legado de Eszter”, “Bloco Musical Existencialista Quântico”, “Chá de Fúrias”) e cinema (“Fuga de Natal”, “Espaço Infinito”). Sob o pseudônimo Joe Silhueta, banda com a qual está na ativa desde 2016, lançou três discos, três videoclipes e se prepara para lançar em 2022 um novo álbum. Em 2016 a banda chegou a ser indicada ao Prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) na categoria “Artista Revelação” com o EP “Dylanescas”. Com o clipe da música “Lambida”, do segundo EP da banda, recebeu menção honrosa no MTV Awards de 2018. Presença marcante em festivais do Brasil inteiro, a banda fez nos últimos anos duas turnês que passaram por cidades do Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná, Pará, Rio Grande do Norte e Tocantins.

Confira a programação completa:

04/11 – Ops e Guilherme Cobelo

11/11 – Orquestra Quadrafonica Convida

18/11 – Ediá e Nat Mirrors

25/11 – Tartamudo e ‘Akhi Huna

02/12 – Maria e o Vento e Gaivota

09/12 – Diogo Leon,  Asú e Kelton

16/12 – Corujones e Passo Largo

Serviço

“Festival  Bandas Boa”

LOCAL: Birosca – Conic, SDS, Bloco E, loja 3 – Brasília

DIA:  04/11 – Ops e Guilherme Cobelo

11/11 – Orquestra Quadrafonica Convida

18/11 – Ediá e Nat Mirrors

25/11 – Tartamudo e ‘Akhi Huna

02/12 – Maria e o Vento e Gaivota

09/12 – Diogo Leon,  Asú e Kelton

16/12 – Corujones e Passo Largo

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO: das 20h às 2h

ENTRADA: Até 21h – 15 reais

Depois de 21h – 25 reais

CLASSIFICAÇÃO:  18 anos

Related posts
Música

Orquestra Ouro Preto apresenta o concerto "The Beatles" em Brasília

Música

Escolas públicas de Ceilândia recebem festival de rock

GastronomiaMúsica

Fora do Eixo anuncia programação especial com shows e promoções em drinques

Música

Cabaré anuncia show em Brasília com Leonardo e Bruno & Marrone