Gratuito

Exposição sensorial sobre o universo criativo de Tim Burton estreia na próxima semana

Imagine que você encontrou um livro em que desenhos, memórias e seres fascinantes são compartilhados. Imagine ainda que você é capaz de adentrar nos pensamentos do autor da obra, imergir nas paisagens oníricas criadas nesse universo e contemplar vividamente esses lugares e seus habitantes. É o que o público vai vivenciar na exposição “A Beleza Sombria dos Monstros: Dez Anos de A Arte de Tim Burton”, no Centro Cultural Banco do Brasil Brasília, a partir de 28 de maio. A mostra, inédita no Brasil e no mundo, vai até 11 de agosto. A entrada é franca.

Concebida em homenagem aos 10 anos de lançamento do livro The Art of Tim Burton, a exposição encara um desafio: criar uma releitura sensorial das 434 páginas que compõem a obra, que é repleta de ilustrações do acervo pessoal do artista e de conceitos visuais de diversos filmes. Da introdução ao décimo terceiro (e último) capítulo do livro, os temas comuns à criação do diretor servem de base a esta exposição.

A Arte de Tim Burton é a mais abrangente antologia da obra do cineasta nos últimos quarenta anos”, ressalta Jenny He, curadora da exposição. “À medida em que o público adentra as imersivas e interativas experiências presentes nas diferentes galerias da exposição, a ilimitada criatividade e prolífica produção artística de Tim Burton se revelam intimamente”, destaca ela.

“A Beleza Sombria dos Monstros: Dez Anos de A Arte de Tim Burton” é composta por 14 galerias; 14 partes do livro que apresentam temáticas, expografia, cenografia e tecnologias distintas (do teatro de sombras do pré-cinema à realidade virtual), visando a imersão profunda não somente na obra de Tim Burton, mas também em seu imaginário poético. Ilustram em detalhes sua obra e dão vida às mais variadas criaturas e seus respectivos universos.

“Cada capítulo do livro aborda uma dimensão da imaginação artística de Tim Burton. Um deles, por exemplo, investiga esse interesse particular que ele tem pelos animais e como ele os transforma para criar seus personagens; outro contempla seu medo e sua fascinação pelos palhaços e ventríloquos, e assim por diante. O livro é um objeto tridimensional, mas a gente o vê sempre da esquerda para a direita, vai passando as páginas, há uma certa limitação… O que fizemos nesta exposição foi ‘explodir’ isso no espaço”, empolga-se Leo Rea Lé, da Rua 34 Produções Artísticas, responsável pela concepção e direção geral do projeto ao lado de Naum Simão.

Cerca de 110 pessoas trabalharam direta e indiretamente no desenvolvimento, produção e realização do projeto. Entre elas, artistas brasileiros especializados em ambientes imersivos, como o cenógrafo Gabriel Niemitz, o expert em instalações multimídia Rodrigo Gontijo, o músico e compositor Paulo Beto, a dupla de artistas Mirella Brandi e Muep, designers de luz e som respectivamente, e o artista Murilo Kammer, além das empresas Olha Lhama/Tm2 (projeto expográfico), Estúdio Moovio (comunicação visual), Videotek (sistemas eletrônicos) e os desenvolvedores de tecnologia 3D e VR, a Triarts (tecnologia de interface).

Naum Simão conta que mais de um ano de trabalho foi gasto no desenvolvimento do projeto, dia a dia, full time. “A curadora Jenny He e a designer Holly Kempf (Tim Burton Productions) organizaram e acompanharam o processo, a distância e presencialmente. Tim Burton também foi muito receptivo às propostas e interferiu criativamente para desenvolver as soluções”. Leo Rea Lé explica que a curadora e a equipe de Tim Burton participaram de todas as decisões, desde a cor usada em cada parede até o tipo de material que seria utilizado, de forma a garantir que se preservasse a integridade de sua obra original na maneira como seria exposta.

Com 20 longa-metragens, 23 premiações e 70 nomeações no currículo, dentre as quais duas indicações ao Oscar, Burton tornou-se particularmente conhecido como a força criativa por trás dos mais icônicos filmes das últimas três décadas, incluindo Beetlejuice (1988), O Estranho Mundo de Jack (1993), e Big Fish (2003). O diretor de Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet (2007)Grandes Olhos (2014),Dumbo (2019)entre outros, é internacionalmente reconhecido como um mestre do grotesco cômico e das criaturas desajustadas, todavia, cativantes.

Para complementar a experiência de imersão no mundo de Tim Burton, seguirá paralelamente à exposição uma mostra cinematográfica com filmes ora dirigidos pelo cineasta, ora que serviram de inspiração para suas criações ao longo dos anos.

A produtora brasileira Rua 34 Produções Artísticas e a curadora independente Jenny He, em colaboração com a Tim Burton Productions, convidam o público a experimentar o universo fantástico de Tim Burton.“Veja a exposição como um livro aberto. Um livro transformado em uma experiência imersiva tridimensional. Temos textos nas paredes, como em suas páginas, mas como se trata de um livro de desenhos, a exposição pretende criar situações diversas e adaptadas para que as pessoas possam experienciar essas ilustrações no espaço (flutuando, encenando, se movendo), envolvidos por luz, som, cores e formatos cênicos que lhes dão vida e intensidade”, finaliza Naum Simão.

“A Beleza Sombria dos Monstros: Dez Anos de A Arte de Tim Burton” é apresentada pelo Ministério da Cidadania, Governo Federal e Cielo, com patrocínio da Cateno e apoio das empresas Petz, Livelo, Outback Steakhouse, Brasal Veículos e Meliã Brasil 21.

SERVIÇO:

A Beleza Sombria dos Monstros: 10 anos de A Arte de Tim Burton

Data: de 28 de maio a 11 de agosto de 2019

Local: Centro Cultural Banco do Brasil

Endereço: SCES Trecho 2, conjunto 22 – Brasília (DF)

Faixa etária recomendada: livre

Valores: entrada franca

Related posts
CausasGratuito

Projeto oferece oficinas de moda para mulheres

GratuitoShopping

Pátio Brasil anuncia programação especial de Páscoa

GratuitoTeatro

Conic recebe espetáculo gratuito Um Teto Todo Seu, comédia feminista

Gratuito

Livro sobre Sergio Rodrigues e o Mobiliário da UNB é lançado no Museu de Arte de Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.