Teatro

Escola do Paranoá recebe espetáculos teatrais de graça

A Cia Burlesca segue seu projeto de circulação com o repertório de espetáculos próprios, abraçando públicos de escolas do campo do Distrito Federal.

Entre agosto e setembro, a Cia Burlesca levará gratuitamente quatro espetáculos para quatro escolas rurais diferentes de Planaltina, Paranoá, Brazlândia e Ceilândia, contemplando estudantes de todas as idades, desde o ensino infantil até o ensino de jovens e adultos. Serão realizadas ainda pelo grupo oficinas de Jogos Teatrais como ferramenta pedagógica para os educadores em cada escola.

O repertório formado pelos espetáculos “Bendita Dica”, “O Violinista Mosca Morta”, “O Longe” e “A Legítima História Verdadeira” transita por diversos temas e linguagens. É um recorte da produção do grupo que desde 2008 vem atuando pela popularização do teatro, transformando todo chão que pisa em palco, seja na rua, na praça ou no pátio das escolas.

Com 14 anos de trabalho no DF a Cia Burlesca já realizou 20 projetos, entre montagens, circulações, ocupações e temporadas, executados tanto com recursos do Fundo de Apoio à Cultura como de forma independente, somando 09 espetáculos, mais de 18 contações de histórias, 65 oficinas de teatro e tantas outras atividades culturais realizadas em praticamente todas as regiões administrativas do DF e outras unidades federativas.

Confira a programação desta segunda:

Dia 29 de agosto

Ced PADF – Paranoá

Tarde – Espetáculo “O Violinista Mosca Morta”

O espetáculo traz à cena o palhaço Seu Cocó, um músico excêntrico que apresentará seu primeiro concerto solo de violino com um repertório preparado especialmente para o público infantil, porém uma mosca inconveniente aparece no palco para atrapalhar o andamento do recital.

Noite – Espetáculo “O Longe”

“O Longe” parte do conto “Safári Definitivo” de Nadine Gordimer, escritora sul-africana. Nele a parte sobrevivente de uma família moçambicana tem sua fuga para um campo de refugiados narrada pela perspectiva de uma menina. Somando-se a isso o nosso olhar criativo sobre os muitos refúgios a que estamos sujeitos. A história é contada a partir de múltiplas linguagens e de forma não linear sendo o espectador responsável por sua leitura.

Related posts
Teatro

Espetáculo será apresentado de graça no Complexo Cultural de Planaltina

Teatro

Tríade Brinquedo convida estudantes de artes para projeto artístico

Teatro

Espetáculo "A Bela e a Fera – On Ice" faz estreia nacional em Brasília

Teatro

Artigos raros do acervo de Dulcina de Moraes começam a ser revelados