CinemaGratuito

Cidade Urbana anuncia datas e filmes selecionados para mostra em Brasília

Foi divulgada a lista dos 57 longas e curtas-metragens que farão parte da mostra Cinema Urbana, que acontecerá de 8 a 12 de outubro, em Brasília, com entrada franca. Ao todo, foram inscritos 500 filmes, de 55 países. Destes, 100 nacionais.

Além da exibição de filmes, serão realizados painéis temáticos, palestras com pesquisadores – brasileiros e estrangeiros – e intervenção artística em espaço público. Serão apresentados, entre convidados e selecionados, documentários, ficções e experimentais que tratam da vida nas cidades em suas diferentes escalas e complexidades. Os selecionados participarão de sessões com caráter competitivo e os vencedores serão anunciados no encerramento.

No Cinema Urbana, estará em debate a valorização da memória na construção de uma identidade coletiva e que estimule a preservação do patrimônio arquitetônico e cultural e da cidadania. Com isso, e após análise do material recebido, a organização chegou a quatro painéis temáticos de debates: Esquecimentos e afloramentos das ruínas nas cidades; Im/Ex-pressões do corpo urbano; Memórias que se constroem para lembrar ou para exibir; e Deslocamento e pertencimento, no vazio ou no caos.

Concomitante aos debates, acontecem apresentações de 25 trabalhos, entre acadêmicos e projetos de arquitetura, dos mais de 50 submetidos à seleção de um comité científico formado por professores-pesquisadores da UnB, UFRJ, UFRB e da FAUP (Universidade do Porto, em Portugal). A intenção é “ampliar o acesso ao saber arquitetônico e urbanístico, usualmente tão restrito às salas de aulas”, explica Liz.

O evento será realizado no Setor Comercial Sul, no Cine Drive-in – onde ocorrerá a abertura – e nos Institutos Federais do Recanto das Emas e Samambaia.

A escolha do Setor Comercial Sul, como área para a realização das principais atividades da programação, além de emprestar ao projeto uma identidade singular, “se deu por potencializar a reflexão sobre a cidade, ao possibilitar diferentes propostas e vivências da urbanidade brasiliense”, ressalta Liz. O Museu Correios, a Casa de Cultura da América Latina (CAL/UnB) e a Galeria Principal do Setor Comercial Sul são os espaços a serem ocupados.

Brasília, Cinema e Arquitetura – O cinema nasceu junto com Brasília, que foi filmada desde antes de sua inauguração. Nomes importantes do cinema nacional conviveram com importantes nomes das artes e da arquitetura: a cidade tem um curso de cinema pioneiro, e as mudanças que aconteceram na capital foram e continuam sendo exaustivamente documentadas pelos numerosos realizadores. Em mostras e Festivais, é possível acompanhar a produção local e verificar a pluralidade de paisagens que traduz a diversidade do território, na questão das paisagens periféricas, culturais, afetivas, que registram Brasília além do Plano Piloto e de sua arquitetura emblemática.

Filmes selecionados

Comissão de curadoria: Liz Sandoval, Tania Montoro, Milene Migliano e Tadeu Brito

Abridged, India, Gaurav Puri, 2019, 20`14“

Afeto, Brasil, Gabriela Gaia Meirelles, Tainá Medina, 2019, 15`

Água Mole, Portugal, Alexandra Ramires (Xá), 2017, 09`15“

Alis Ubbo, Portugal, Paulo Abreu, 2018, 60`

Aporia, Itália, Salvatore Insana, 2019, 13`20“

Ars Longa Vita Brevis, Itália, Riccardo Campagna, 2018, 39`32“

Astana, The City of The Future? França, Laurier Fourniau, 2019, 28`28“

Até Onde Pode Chegar Um Filme De Família, Brasil, Rodolfo Junqueira Fonseca, 2018, 75`

Born and Raised in The Ghetto Kibera, Kenya, Johan Mottelson, 2018, 22`29“

Born and Raised in The Ghetto Makoko, Nigeria, Johan Mottelson, 2018, 22`29“

Born and Raised in The Ghetto Maxaquene, Mozambique, Johan Mottelson, 2018, 22`41“

Bug, Argentina, Joaquín Ortiz, 2018, 07`31“

Cabeça de Rua, Brasil, Angélica Lourenço, 14`37“

Cartas a un Gorrión, Colômbia, Andrés M. Rojas, Sebastián Motta, 2018, 10`

Casa dos Arcos, Brasil, Jean Bergerot, 2018, 4`

Central Bus Station, República Tcheca, Tomáš Elšík, 78`

Cine Passeio, Brasil, Vitor Sawaf, 2018, 21`59“

Civitas, Argentina, Guillermo Miconi, 2018, 05`35“

Clarabóia, Japão, Michael Lyons, 2018, 01`30“

Da Curva Pra Cá, Brasil, João Oliveira, 2018, 19`

Dourorganic, Portugal, Lucas Martins, 2017, 02`

Dreaming Squares, Irlanda, Paddy Cahill, Shane O’Toole, 2018, 15`

Espectral, Chile, 2019, 10`40“

Facade Colour: Blue, Ukraine Oleksiy Radynski, 2019, 22`

First Turn on the Left/La Premiere à Gauche, Tunisia, Jhimi Wajdi, 2018, 09`10“

Flying Monks Temple, Letônia, Žanete Skarule, 2018, 56`

Give Back the Silent Spring, Turquia, Zeynep Üstünipek, Burak Kum, 2018, 03`00“

I Don’t See Deer, Grécia, Stella Mastorosteriou, Danai Tombrou, 2018, 06`08“

Iris, Líbano, Lea Najjar , 2018, 07`14“

Là est la Maison/Here Is The House,  França, Lo Thivolle, Victor De Las Heras, 2017, 13`

La Mujer Nueva York, Chile, Martin Pizarro Veglia, 2018, 02`38“

La Questione Aretina – Storia di una Fortezza costruita contro una Città, Itália, Gaetano Maria Mastrocinque, 2018, 22`26“

La Via Divina /The Divine Way, Alemanha, Ilaria Di Carlo, 2018, 15`

Lava, Argentina, Paula, Dreyer, Gabily Anadón, 2017, 03`37“

Le Case Che Eravamo/ The houses we were, Itália, Arianna Lodeserto, 2018, 18`

Lugar Fósil, Argentina, Florencia Levy, 2019, 15`

Lupa, Alemanha, Aurelia Mihai, 2018, 18`46“

Niemeyer 4 Ever, Líbano, Nicolas Khoury, 2018, 30`

No Caminho das Pedras, Brasil, Marco Antonio Pereira, 2019, 72

Permanências, Portugal, Ana Ruivo, Carolina Leal, Cristiano Alves, Esra Arslan, 2019, 6`

Petrichor, Turquia, Mehmet Yavuz Çakar, 2019, 04`

Planeta Fabrica, Brasil, Julia Zakia, 2019, 11`11

Primeiro de Novembro, Portugal, Yuri Pirondi, 2017, 06`36“

Reko City, Alemanha, Jörn Staeger, 2017, 14`03“

Sombras Envolventes, Equador, Michael Lojano, 2019, 15`

Still Turning, Canada, Jesse Pickett, 2017, 10`27“

Testa, Karl-Heinz Klopf, 18`

The Hive, Polônia, Jeremi Skrodzki, 2018, 09`15“

The Inhabitant, Argentina, Diego Mandelman, 2019, 05`20“

The Invisible Streets, Reino Unido, Joe Gilbert, 2017, 12`43“

The Pit, Turquia, Muhammed Furkan Altınkaynak, 2018, 11`10“

The Sea Swells, República Islâmica do Irã, Amir Gholami, 2018, 16`15“

There Was A Country, Turquia, Hebun Polat, 2018, 03`57“

Today Might Be the Last Day I See Your Face, Portugal, Vasco Mendes, 2019, 06`

Tshweesh, Líbano, Feyrouz Serhal, 2017, 25`

Woodstock At Fifty: A Venue For The End Of The World, Australia, Aidan Prewett, 2019, 49`36“

https://www.youtube.com/watch?v=JccZTTlLfJQ

XCTRY, Estados Unidos, Bill Brown, 2018, 06`18“

Related posts
CausasGratuito

Projeto oferece oficinas de moda para mulheres

GratuitoShopping

Pátio Brasil anuncia programação especial de Páscoa

GratuitoTeatro

Conic recebe espetáculo gratuito Um Teto Todo Seu, comédia feminista

Cinema

Fimes Nacionais e Locais marcam presença em Cineclube de Planaltina

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.