Causas

Anuário da Reciclagem traz dados sobre a renda média dos catadores

No início deste mês de dezembro foi divulgada a segunda edição do Anuário da Reciclagem, um documento destinado a analisar e consolidar informações sobre a cadeia da reciclagem no Brasil e, especialmente, demonstrar a importância do trabalho dos catadores e catadoras de materiais recicláveis na viabilização deste segmento econômico. A iniciativa é fruto de um extenso trabalho de pesquisa, desenvolvido pela Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (ANCAT) e pela Pragma Soluções Sustentáveis, em parceria com a LCA Consultores.

Há três anos, a iniciativa vem construindo uma importante base de dados sobre a realidade dos catadores de materiais recicláveis, tendo cadastrado dados de 1.829 organizações, espalhadas em 26 estados mais o Distrito Federal. A segunda edição do anuário levantou informações junto a 607 organizações de catadores, o que corresponde a 34% das organizações que compõem o banco de dados do Anuário da Reciclagem. Deste universo pesquisado, 278 organizações forneceram informações sobre a renda que alcançaram exercendo o trabalho de base na cadeia da reciclagem, durante o ano de 2019. A média nacional ficou em R$ 932,19 um valor menor que um salário mínimo nacional.

O indicativo trouxe também a renda média dos profissionais nas cinco regiões do país: R$ 695,53 no Centro-Oeste, R$ 745,85 no Norte, R$ 932,86 no Sudeste, R$ 668,49 no nordeste, e R$ 1.141,78 no Sul. A Região Sudeste concentra 40% destes trabalhadores, com grande destaque para o estado de São Paulo, que concentra 26% de todos os identificados no país. No outro extremo, a região Norte é a que possui a menor concentração: 5%. 

Os catadores são atores estratégicos para a recuperação de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU), evitando que estes resíduos tenham uma destinação inadequada. Entre as associações e cooperativas mapeadas, foram coletadas e comercializadas 355 mil toneladas de materiais recicláveis ao longo do ano de 2019.

Outro indicativo que chama bastante atenção no Anuário é o potencial de redução das emissões de CO2 entre as organizações. Foram identificados uma redução de 174 mil toneladas de CO2 somente em 2019.

“O trabalho das cooperativas tem sido fundamental para colaborar com a diminuição da emissão dos gases que provocam o efeito estufa. Estamos colaborando para salvar o planeta.”, confirmou Roberto Laureano da Rocha, Presidente da ANCAT.

Descarte seguro para o sistema de logística reversa

O sistema de logística reversa foi instituído por regulamentação do poder público para reaproveitamento e destinação final adequada dos resíduos sólidos, a exemplo das embalagens em geral, que diariamente são consumidas por todos os brasileiros. Segundo Dione Manetti, Diretor Executivo da Pragma Soluções Sustentáveis, “o Anuário da Reciclagem é um instrumento importantíssimo para o planejamento de ações para implementação da política nacional de resíduos sólidos, mais especialmente, da logística reversa, pois ele indica onde estão os catadores, que são os principais responsáveis pela coleta e destinação adequada dos resíduos, além de indicar o potencial de crescimento deste trabalho nas diferentes regiões do país.”

Sobre a Ancat

A ANCAT é uma instituição técnica dos catadores, formada e dirigida por estes, que atua em parceria com o Movimento Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis – MNCR. Enquanto o MNCR mobiliza e promove a organização social dos catadores, a ANCAT implementa ações de capacitação, realiza investimentos e promove a organização econômica de cooperativas e associações.

Sobre a Pragma Soluções Sustentáveis

A Pragma é uma empresa especializada na formulação de soluções técnicas que conectam trabalhadores, corporações e governos em prol da sustentabilidade, atuando com foco na implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Seu diferencial é uma ampla rede de relações com lideranças comunitárias, organizações civis, empresas e profissionais de diferentes áreas de conhecimento, em todo o Brasil.

Serviço

Segunda edição do Anuário da Reciclagem

Para mais informações: [email protected] ou [email protected]

Apoiadores: Coca-Cola, AmBev, Klabin, ABPO, Danone, Plataforma Reciclar pelo Brasil, Programa Dê a Mão para o Futuro, Programa Recupera, WIEGO, Latitude R, Coalizão de Embalagens, ABRALATAS, ABIVIDRO, ORIS, MNCR, UNICATADORES e UNICOPAS.

Related posts
CausasGratuito

Projeto oferece oficinas de moda para mulheres

Causas

Campanha arrecada doações para oferecer acesso à água potável na África

Causas

Escritora Meimei Bastos participa do projeto Papo de Quebrada em Ceilândia

Causas

Projeto promove live sobre a conscientização e prevenção ao câncer de mama